Editorial

Até sempre Manel

 | 
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest

 

Um fotógrafo fantástico. Um ser humano excepcional. Manuel Azevedo partiu, na madrugada de hoje, domingo, vítima de doença grave. Foi uma partida prematura que nos deixa a todos, que com ele conviveram, de coração partido, de alma destroçada. O “Manel” era um ser único, um verdadeiro Senhor. Um homem sábio, um amigo para a vida, de uma humildade e humanidade difíceis de encontrar. A sua alegria, a sua energia a todos nos contagiou e delas jamais nos esqueceremos.
Natural de Angola, mas a residir nas Caldas de S. Jorge, são poucos os que, no concelho da Feira, não se cruzaram com ele, nos campos da bola, nos milhares de eventos que cobriu e eternizou com a sua câmara fotográfica. Deixou-nos aos 53 anos, mas viverá para sempre no nosso coração, porque os homens bons não morrem. Vivem para sempre nas memórias e nos legados tão preciosos que nos deixam.
O funeral realiza-se segunda-feira, na capela mortuária das Caldas de S. Jorge, pelas 15h00.
À família, o “Terras Notícias” endereça as mais sentidas condolências.
Até sempre Manel.